Uma marca Alvorecer
   


NOSSO BLOG


Bem-vindo ao blog da Blue Med Saúde

A Blue Med é apaixonada por cuidar. Proteger as famílias que atendemos é o que nos move há mais de 90 anos.

Entendemos, porém, que muitas vezes a saúde é apenas uma questão de conhecimento.
Saber quais práticas adotar em relação à exercícios, alimentação e hábitos no geral pode ser a chave para atingir uma vida mais saudável e longeva.

Por isso, decidimos reunir nossos 94 anos de experiência na área da saúde neste blog, onde semanalmente você encontrará novas dicas e conselhos sobre como renovar seu bem-estar e energias para encarar os desafios que a vida nos proporciona.

Fique por dentro das novidades do blog Blue Med Saúde.


247771-atividade-fisica-na-empresa-veja-x-exemplos-de-grandes-organizacoes-1200x801.jpg

novembro 12, 2018 Empresa0

Uma empresa preocupada com seus funcionários quer sempre que eles se sintam bem. Para garantir isso, alguns negócios estão adotando novas técnicas para deixar o ambiente de trabalho mais leve e a implementação de atividade física na empresa é uma delas.

Essa prática beneficia o empregado ao promover que ele cuide da sua saúde e ainda alimenta sua qualidade de vida e diminui o estresse. É possível fornecer isso aos seus colaboradores por meio de uma academia, espaços de lazer, ginástica laboral ou até mesmo competições esportivas.

Continue a leitura e se junte a grandes organizações preocupadas com o bem-estar dos trabalhadores e que incluíram atividade física na empresa.

Quais empresas oferecem esse tipo de benefício?

1. Decathlon

A Decathlon, uma marca de produtos esportivos une paixão com trabalho ao contratar atletas para o time de funcionários.

Com isso, os profissionais são mais engajados e sentem prazer ao trabalhar com aquilo que amam. Além disso, a companhia fomenta que cada um pratique uma atividade que se identifique.

Em outros momentos, eles também são direcionados a exercer na empresa alguma atividade física que não realizaram antes para que conheçam outras modalidades e saibam vender melhor também naquele segmento.

2. AcelorMittal

A grande instituição de aço AcelorMittal oferece um incentivo diferenciado aos seus trabalhadores ao criar uma associação de esportes na cidade de Tubarão, em Vitória (ES).

Cerca de 200 trabalhadores praticam atividade física na empresa. Muitas delas são disputadas nacionalmente, com a promoção de campeonatos.

Ter empregados saudáveis diminui o risco de atestados ou afastamentos do trabalho e, quando promovido pela organização, trata-se de mais um ponto positivo na preocupação com os colaboradores.

3. Deloitte

Já pensou em patrocinar o futebol da equipe? É isso que a Deloite faz. Todo ano, a marca incentiva seus colaboradores a participarem de torneios. O critério de seleção inclui habilidades esportivas e desempenho profissional.

Além do campeonato, a Deloitte também realiza corridas cerca de três vezes por ano, tendo uma quadra a disposição para treinos e exercícios, o que também promove o espírito de equipe.

4. General Eletric

A GE oferece aos seus funcionários programas de incentivo à saúde onde patrocina 50% dos gastos dos colaboradores com atividade física.

Promove também corridas anuais, passeios ciclísticos, jogos de futebol e vôlei contando até com olimpíadas internas com esportes como basquete e tênis. Sempre com o objetivo de mostrar que mesmo trabalhando muito é possível ter momentos de lazer na corporação.

Quais benefícios de aplicar atividade física na empresa?

Ao encorajar o funcionário a praticar atividades físicas, a empresa mostra que se preocupa com sua saúde, conforto e qualidade de vida.

A realização de esportes está diretamente ligado à diminuição do estresse no organismo. Sendo assim, além de mandar embora a fadiga você incentiva um melhor desempenho físico, a diminuição da ansiedade e a melhora do humor do seu time de funcionários.

Por fim, todas essas ações incentivam a colaboração em equipe fortalecendo as relações entre os colegas, sem contar que reduz os atestados médicos e aumentam a produtividade de cada um.

Grandes organizações se preocupam com o bem estar do funcionário. Sendo assim, não deixe de praticar esses exemplos de atividade física na empresa e deixe o seu time ainda mais feliz ao trabalhar com você. 

Outra atividade física na empresa que é possível aplicar é a ginástica laboral, e você pode saber mais sobre o tema com as nossas dicas. Certamente você vai ver os funcionários mais alegres e produtivos. Experimente!


241525-entenda-agora-as-vantagens-de-investir-na-saude-dos-funcionarios.jpg

outubro 19, 2018 Empresa0

Para que uma empresa alcance bons resultados e se mantenha competitiva, alguns investimentos são imprescindíveis. Nesse sentido, destinar uma verba para a saúde dos funcionários pode representar um grande diferencial.

Os custos com proteção da saúde dos colaboradores, não devem ser vistos como gastos excedentes, nem tampouco como prejuízos. São necessários e benéficos, tanto para a organização quanto para os colaboradores.

Neste artigo, apresentamos respostas a algumas questões inerentes ao assunto, a fim de contribuir para o entendimento das vantagens competitivas que as organizações podem obter com esse tipo de investimento. Boa leitura!

Qual a importância de investir na saúde dos funcionários?

As empresas são obrigadas por lei a dispor de uma equipe de segurança do trabalho. Embora essa exigência possa ser vista como um custo indesejável, o atendimento às normas beneficia as organizações.

Isso porque investir nesse aspecto assegura os direitos e deveres do empregador e o protege de possíveis processos trabalhistas. Para tanto, as empresas devem se comprometer e adotar ações em relação aos seguintes riscos:

  • transtornos mentais — estresse, depressão, síndrome do pânico, entre outros;
  • distúrbios físicos — campanhas para a conscientização sobre cuidados com a saúde;
  • acidentes no local de trabalho.

Para os colaboradores, esses cuidados geram um sentimento de gratidão e bem-estar que os motivam, proporcionando excelentes resultados para a organização.

Quais são as vantagens desse investimento?

Segundo pesquisa do Serviço Social da Indústria (SESI), 71,6% das 500 empresas estudadas, confirmaram dar atenção especial para a segurança e a saúde dos colaboradores. Isso significa que a maioria das organizações já compreendeu os benefícios desse investimento.

As vantagens obtidas são diversas e conferem resultados incríveis, que impactam diretamente na competitividade das organizações. Confira, a seguir, alguns dos principais aspectos que contribuem nesse sentido!

Motivação da equipe

O comprometimento com a saúde dos colaboradores e a prevenção de riscos produzem um círculo virtuoso com respostas positivas para a empresa, pois confere um sentimento de valorização e respeito.

A motivação da equipe é um dos aspectos que tem levado as organizações a considerar o investimento na saúde do colaborador como um diferencial estratégico, obtendo, a cada dia, a atenção do empresariado.

Redução de faltas e atrasos

Conforme a citada pesquisa do SESI, em 48% das médias e grandes empresas estudadas, as ações voltadas à saúde e segurança dos funcionários ajudaram a reduzir o absenteísmo.

Esse resultado pode ser alcançado por meio da implementação de diversas intervenções, como a ginástica laboral, palestras que orientam sobre a alimentação saudável, e a medicina preventiva obtida com a contratação de um plano de saúde empresarial.

Aumento da produtividade

O levantamento do SESI apontou também que 43,6% das empresas obtiveram um aumento na produtividade, e 34,8% confirmaram a redução nos custos gerais com o investimento.

Esses dados confirmam que a capacidade de produção depende diretamente do bem-estar físico e a segurança nas atividades diárias dos funcionários. Logo, um ambiente ideal de trabalho contribui para ótimos resultados.

Outras vantagens

A proteção da saúde também promove um bom clima organizacional e reduz o nível de estresse e insatisfações. Funcionários satisfeitos propagam esse sentimento e colaboram para a boa imagem da empresa. Além das vantagens mencionadas, outras também podem ser obtidas, como:

  • aumento da autoestima dos funcionários;
  • direcionamento de estratégias e investimentos;
  • fidelização e atração de talentos;
  • redução do sinistro em plano de saúde empresarial.

Como você pôde observar, a preocupação com o bem-estar dos colaboradores tem sido cada vez mais entendida como um diferencial para as empresas. Nesse sentido, a contratação de um bom plano de saúde empresarial deve ser considerada como a base para as demais ações, visando à melhoria da produtividade e a satisfação coletiva.

O investimento nesse aspecto traduz o comprometimento com a saúde dos funcionários, melhora a imagem da empresa no mercado e mantêm profissionais motivados e engajados.

E a sua empresa, investe na saúde dos funcionários? Para obter informações sobre a contratação de um plano de saúde empresarial, entre em contato conosco!


231134-reservada-para-thalicia-andressa-x-vantagens-de-contratar-um-plano-de-saude-com-coparticipacao-1200x797.jpg

setembro 19, 2018 Empresa0

Todo bom gestor deve investir nas medidas certas para ter um melhor custo-benefício no trabalho e, assim, conseguir promover mais qualidade de vida e saúde aos funcionários. Então, se você não conhece o plano de saúde com coparticipação, conheça-o agora e alcance tudo isso.

Ficou curioso? Não se preocupe. Reunimos para você as informações essenciais sobre o que é o plano e as vantagens de usá-lo. Confira!

O que é o plano de saúde com coparticipação?

O plano de saúde que totaliza 24,7 milhões de usuários em 2018, e foi triplicado nos últimos 10 anos, funciona basicamente como o tradicional. Ambos são fiscalizados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), cobrem os mesmos serviços e possuem a mesma qualidade. Contudo, imagine como seria ter uma cobertura e qualidade igual e, ainda assim, pagar um preço menor pelo serviço. Interessante, não é?

Pois bem, no plano de saúde com coparticipação o usuário precisa pagar pelos serviços de cada consulta, exames e demais procedimentos que forem necessários. Dessa forma, a mensalidade do plano citado acaba sendo bem menor do que o tradicional.

Isso significa que, na coparticipação, enquanto não for preciso o usuário ir ao médico com frequência e/ou fazer algum tratamento contínuo para um problema de saúde, não será preciso gastar com isso. Logo, as empresas pagam apenas parcelas desses custos e os deixam fixos em cerca de 30% ou 50% do valor total, sendo que gastos com internações e cirurgias não são cobrados.

Quais vantagens do plano de saúde com copartipação?

Esse plano foi criado para ser mais barato e vantajoso de modo que todos pudessem ter acesso à saúde. Uma vez que, além de outras utilidades, os usuários  no geral  podem moderar o seu uso, sem haver excesso de utilização indevida que poderia sobrecarregar o plano.

Em tempos de crise econômica, ter um plano de saúde que permite reservar algum dinheiro torna-se essencial, principalmente para gestores que colocam como objetivo cuidar da qualidade de vida dos funcionários sem precisar gastar muito.

Com isso, é possível investir o dinheiro economizado em conscientização da prevenção de doenças, atividades laborais, em áreas de recreação que liberam o estresse dos empregados etc. Tudo isso também aumenta a produtividade, diminui os gastos com plano de saúde e reduz as faltas no trabalho por motivos patológicos.

Além disso, o plano de saúde com coparticipação tem um teto para cobranças de taxas ou percentuais sobre as consultas e exames médicos, que devem estar explícitos no contrato com a operadora. Então, o contratante já estará ciente do quanto precisará gastar, caso recorra a algum atendimento.

O plano de saúde em questão vale a pena?

Analise as circunstâncias em que o plano de saúde com coparticipação é mais vantajoso. Ou seja, quando você não possuir muitos funcionários com doença preexistentes e/ou que costumam fazer muitas consultas e exames. Feito isso, é só decidir se vale a pena ou não contratar essa modalidade.

E aí, você gostou do nosso texto? Lembrou-se de mais alguma dúvida? Então, deixe um comentário e compartilhe com a gente a sua opinião sobre o assunto!


220034-quais-as-vantagens-de-um-plano-de-saude-empresarial-para-minha-empresa-1200x801.jpg

agosto 27, 2018 Empresa0

O plano de saúde é uma prioridade para a maioria dos funcionários em empresas de qualquer porte. Nesse sentido, podemos identificar algumas vantagens de um plano de saúde empresarial, tanto para as organizações, quanto para os colaboradores internos.

Segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), bem como pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em colaboração do Ibope, 70% dos brasileiros não possuem plano de saúde, individual ou empresarial, significando uma necessidade premente.

Neste artigo, vamos abordar a importância das empresas investirem em planos de saúde para os funcionários, bem como as vantagens que podem ser obtidas. Continue lendo para saber mais!

As vantagens de um plano de saúde empresarial

O grau de competitividade de uma empresa depende diretamente de como ela mantém um bom relacionamento com seus colaboradores internos.

Dessa forma, independentemente do tamanho da empresa, a contratação de um plano de saúde deve ser analisada com visão estratégica pelos gestores, considerando que tal investimento é crucial para a boa imagem da organização.

Vantagens para pequenas empresas

Embora possa parecer um alto custo para empresas com menos de 30 funcionários, ou mesmo para as que estão iniciando sua estruturação, esse é um investimento fundamental para o bom crescimento organizacional.

Tal investimento pode contribuir para a melhoria na rotina de trabalho, já que o funcionário estará livre de preocupações com gastos em saúde, ficando mais focado no trabalho.

Valorização do funcionário

Ao longo do tempo, as empresas começaram a perceber que uma das mais poderosas estratégias de competitividade se concentra na valorização dos seus funcionários. Muito além de valorizar os seus clientes externos, os clientes internos começaram a ser vistos como os principais fatores de sucesso empresarial.

Essa valorização proporciona a construção de um ambiente de trabalho motivador. Os funcionários adquirem um sentimento de segurança e gratidão pela preocupação que a empresa tem com a sua saúde, estendida aos seus familiares.

Esse sentimento é transformado em comprometimento, contribuindo de forma natural para o crescimento da organização.

Aumento da produtividade

O índice de faltas ao trabalho por questões de saúde, bem como a insatisfação dos funcionários por terem que arcar com altos gastos em consultas e exames, gera uma baixa na produtividade que pode comprometer de forma direta no desenvolvimento da empresa.

Com a oferta de um plano de saúde empresarial, a equipe passa a sentir um novo nível de confiança com o empregador e, por consequência, satisfação ao servir a uma empresa que se preocupa com ela e seus familiares.  Essa satisfação motiva e otimiza a produção, alavancando os resultados da empresa.

Redução de impostos

As empresas que adotam um plano de saúde empresarial adquirem um incentivo fiscal, podendo deduzir tais gastos da base de cálculo do Imposto de Renda. Dessa forma, o seguro saúde beneficia não somente os funcionários, como também as empresas.

Reajustes diferenciados

O reajuste para planos coletivos de empresas com até 29 beneficiários não é de livre negociação, ele ocorre por meio do chamado Pool de Risco. Dessa forma, a operadora soma as receitas e despesas de todas essas empresas para fazer o cálculo da sinistralidade.

Apurado o índice de sinistralidade, a operadora define o indexador de reajuste para esse grupo de empresas, com validade por 12 meses.

Exemplificando: a operadora concluiu que a sinistralidade desse grupo foi de 80% e definiu um reajuste de 15%, que será aplicado às empresas conforme o aniversário de cada contrato e em nenhuma hipótese poderá ser diferente, seja ele inferior ou superior.

Já para as empresas com mais beneficiários, se aplica a livre negociação.

Benefícios aos demitidos

Para os funcionários demitidos sem justa causa é garantida a continuidade no plano de saúde por um terço do tempo trabalhado, com limite de dois anos. Nesses casos, o funcionário assume as parcelas que seriam pagas pela empresa. Mesmo o ex-funcionário tendo que assumir essas parcelas, ainda é interessante, já que os valores são menores que os de um plano individual.  

Como pudemos observar, as vantagens de um plano de saúde empresarial são inúmeras, podendo gerar maior competitividade e aumento da produtividade, com funcionários mais satisfeitos e comprometidos.

Gostou deste artigo? Para obter mais detalhes sobre a contratação de um plano de saúde empresarial, entre em contato conosco!


216400-como-reduzir-custos-na-empresa-descubra-nessas-4-dicas-1200x801.jpg

agosto 23, 2018 Empresa0

Acredite: cortar gastos supérfluos ajudará, e muito, a aumentar a rentabilidade do negócio, maximizando os lucros. Afinal, cada detalhe faz toda a diferença no final do mês. É diante desse cenário que surge a importância de desenvolver estratégias que tornem a organização mais efetiva e produtiva  desde o setor operacional até o administrativo. 

Interessou-se pelo assunto e quer saber, então, como reduzir custos na empresa, gerando um quadro positivo para a organização? Continue a leitura!

1. Diminua os gastos fixos

Você já colocou na ponta do lápis os valores gastos para manter a empresa funcionando? Ainda não? Então, pare por um momento e comece a anotar tudo — desde os detalhes, como os insumos para o escritório, até os itens fixos, como matéria-prima, aluguel e outros. 

Percebeu, agora, que as despesas são bem dispendiosas, certo? Por isso, é fundamental elaborar um plano de redução de gastos fixos. Procure, por exemplo, fornecedores que tenham uma relação de custo-benefício mais vantajosa. Além do mais, economize na energia elétrica, na água e afins. Não há uma fórmula mágica aqui. O importante é criar uma estratégia de redução, sem  é claro  perder na qualidade operacional. 

2. Trabalhe a questão das faltas

O absenteísmo é um fator que prejudica não só a produtividade organizacional, mas também o bolso do proprietário, sobretudo, quando os colaboradores vão se ausentar por um período longo. O motivo? A empresa provavelmente terá que contratar, mesmo que em formato de terceirização, outras pessoas para substituí-los. 

Não à toa, você deve entender quais são os principais motivos para o seu time faltar, pensando em maneiras para reduzir a taxa de absenteísmo. Se a principal causa, por exemplo, é devido à locomoção (seja por falta de condução própria, seja porque não existe uma linha de ônibus direta), verifique o que pode ser feito para solucionar. Que tal, por exemplo, oferecer uma opção de transporte alternativo? 

3. Invista em planos de saúde

“Melhor prevenir do que remediar”, já alertava a sabedoria popular. Nesse sentido, vale a pena contratar um plano de saúde para a sua equipe, já que não são raros os casos em que a justificativa para o excesso de faltas é a questão da saúde. Logo, ao oferecer o devido suporte nessa área, você conseguirá reduzir a taxa de absenteísmo. Lembre-se de que a saúde preventiva é o melhor caminho. 

4. Aposte na tecnologia

Outro ponto que contribuirá para a redução de custos organizacionais é o investimento na tecnologia. Não entendeu? É simples. Pense bem: quantas vezes você já pagou multas e juros devido à má organização financeira? Com softwares especializados, é possível planejar melhor as finanças da empresa, tornando o dia a dia corporativo mais fácil. Existem ferramentas tecnológicas capazes também de reduzir aquela papelada, resultado de inúmeras impressões. Esses são apenas alguns exemplos.

Fato é que, para obter êxito nessa tarefa, o empresário precisa conhecer bem o seu empreendimento como um todo. Somente assim, será possível estabelecer estratégias capazes de alavancar os resultados e minimizar as despesas.

Agora que já sabe como reduzir custos na empresa, que tal compartilhar o conteúdo nas redes sociais? Assim, o post chegará também aos seus amigos e conhecidos!


221007-x-formas-de-valorizacao-dos-funcionarios-para-adotar-na-sua-empresa.jpg

agosto 15, 2018 Empresa0

O sucesso de uma empresa depende diretamente dos seus colaboradores. Nesse sentido, é fundamental entender a importância da valorização dos funcionários para obter comprometimento das equipes e ambiente de trabalho motivador.

Embora bons salários sejam sempre almejados, é necessário mais do que isso para que um empregador mostre que realmente valoriza seus colaboradores. Ele deve deixar claro o quanto eles são relevantes para a empresa.

Neste post, vamos comentar sobre os principais benefícios que a empresa pode obter com o reconhecimento do trabalho prestado pelas equipes e algumas formas de valorização que podem ser adotadas. Confira!

Benefícios da valorização dos funcionários

A satisfação dos colaboradores é uma via de mão dupla: funcionários felizes e motivados são mais comprometidos. Por outro lado, as empresas que oferecem benefícios também ganham, pois tornam-se capazes de atrair e reter talentos, de diminuir a rotatividade e de aumentar a competitividade. Oferecer benefícios — incluindo vale-refeição, planos de saúde, entre outros — faz com que as empresas transmitam uma imagem de que são humanizadas e sensíveis.

Formas de valorizar os funcionários

Uma das estratégias mais eficazes para valorizar os funcionários é a mistura de recompensas e reconhecimentos tangíveis e intangíveis. Esse mix pode ser especialmente importante para pequenas empresas que, muitas vezes, não conseguem arcar com altos salários. A seguir, conheça 8 formas que podem ser adotadas.

1. Plano de saúde empresarial

Os planos de saúde são muito desejados, já que o pagamento individual pode consumir grande parte do salário. Se houver extensão aos familiares, pode significar ainda um grande potencial de retenção dos profissionais. Nos casos das pequenas e médias empresas com alguma dificuldade em sustentar esse benefício, a coparticipação pode ser uma boa opção, pois os custos são divididos com os funcionários.

2. Cesta básica

Para definir quais tipos de cestas básicas são mais adequadas, é importante observar o perfil e as necessidades dos colaboradores. Para tanto, pode ser feita uma pesquisa junto à equipe. Ao optar por esse benefício, a escolha de fornecedores que ofereçam produtos de boa qualidade evita possíveis insatisfações.

3. Previdência privada

Esse benefício motiva e demonstra que a empresa se preocupa com a qualidade de vida e o futuro dos seus funcionários, pois colabora com suas aposentadorias. Ele gera tranquilidade financeira para os colaboradores, motivando-os a contribuir com mais positividade e entusiasmo.

4. Horário flexível

Proporcionar horários flexíveis gera satisfação duradoura e sentimento de liberdade aos funcionários. Dessa forma, os colaboradores conseguirão atender a diferentes compromissos particulares ou familiares que possam surgir. É possível fazer um controle com base em calendário, para que todos possam usufruir de forma organizada e sem prejuízos à companhia.

5. Bonificações financeiras

Muitas vezes, essas bonificações podem representar uma grande ajuda no orçamento dos funcionários, além de serem uma ótima forma de recompensar os esforços empreendidos. Elas podem ser por desempenho e pagas semestral ou anualmente. De qualquer forma, serão sempre bem-vindas e entendidas como demonstração de reconhecimento por parte empresa.

6. Premiações mensais

Essas premiações podem ser feitas elegendo o funcionário do mês ou as equipes de destaque. É uma estratégia de baixo custo e com grande potencial de integração entre os departamentos, além de melhorar a cultura organizacional. Também podem ser adotadas premiações como viagens, cursos e brindes.

7. Confraternizações

As confraternizações são momentos que os funcionários apreciam muito, já que promovem momentos de lazer e interação com os colegas de trabalho. Os eventos também são excelentes oportunidades para fortalecer a cultura organizacional. Além disso, presentam-se como ótimas ocasiões para o reconhecimento de equipes ou funcionários que se destacaram durante o ano.

8. Bolsas de estudos

Essa é uma das formas mais gratificantes que a empresa pode adotar. Além de contribuir para o desenvolvimento e a capacitação dos profissionais, também motiva a equipe, promovendo um sentimento de gratidão pela oportunidade.

Oferecer bolsas de estudo integrais ou parciais em universidades, cursos profissionalizantes ou de idiomas é outro meio de reter talentos. Para não onerar a companhia, podem ser adotadas parcerias com as instituições de ensino.

A valorização dos funcionários pode gerar maior competitividade para as empresas, melhorando sua imagem no mercado e retendo talentos.

E o seu negócio, oferece algum benefício para valorizar os funcionários? Compartilhe sua experiência deixando um comentário abaixo!


215182-como-evitar-a-lesao-por-esforco-repetitivo-na-empresa-em-4-passos.jpg

agosto 13, 2018 Empresa0

Você sabe o que é e como evitar a LER? Como o próprio nome sugere, a Lesão por Esforço Repetitivo, conhecida também como LER, nada mais é do que uma síndrome causada pela realização de atividades contínuas. Em outras palavras, ela é o resultado de movimentos repetitivos e excessivos, que geram um desconforto ou dor persistente nos músculos e tendões.

Quer um exemplo? Colaboradores que passam o dia todo digitando podem desenvolver problemas nos músculos da mão. Mas não para por aí. A LER também pode surgir não só por esforços físicos, mas por tarefas executadas sob intenso estresse.

Essa é apenas uma situação, mas existem inúmeros tipos de ações que podem gerar a síndrome. Nesse sentindo, é fundamental adotar algumas práticas no ambiente corporativo para solucionar essa questão.

Interessou-se pelo assunto e quer saber como evitar a LER? Veja as nossas dicas para manter os seus colaboradores mais saudáveis!

1. Incentive as pausas

Independentemente da função executada, é recomendado realizar pequenas pausas durante o trabalho. Incentive os funcionários a pararem por alguns instantes o serviço e aproveitarem para fazer um alongamento, principalmente nas áreas do corpo que estão sendo utilizadas com mais frequência durante o serviço.

Essa simples ação evitará problemas futuros. Além do mais, um intervalo — mesmo que breve — ajuda a eliminar tensões e proporciona mais energia para retornar às obrigações.

2. Respeite os limites

Tempo é dinheiro. Essa é uma máxima no mundo corporativo, o que resulta em colaboradores cada vez mais sobrecarregados e multitarefas. Afinal, produtividade é a palavra-chave do mercado de trabalho. Esse cenário é propício para o surgimento de diversos problemas de saúde, desde a Síndrome do Esgotamento Profissional até mesmo a LER.

Por isso, é importante que as instituições respeitem os limites de cada um. Lembre-se de que as pessoas são diferentes e cada uma tem um ritmo de trabalho. O esforço exagerado para se enquadrar no padrão da empresa pode resultar em um quadro alarmante.

3. Adote a política do bem-estar

Como já dizia o ditado: é melhor prevenir do que remediar. Isso significa que o ideal é apostar em estratégias internas capazes de tornar o clima organizacional mais prazeroso. Construir uma sala de lazer, com jogos, televisão e poltronas de relaxamento, é uma boa ideia.

Além do mais, vale a pena pensar na possibilidade de oferecer planos de saúde para a equipe. Assim, os colaboradores terão todo o suporte para uma vida mais saudável e harmoniosa, reduzindo o risco de desenvolver doenças relacionadas à rotina de trabalho.

4. Estimule a boa postura

Outra ação imprescindível para impedir a LER é manter uma boa postura. Se o serviço exige que os colaboradores fiquem muitas horas sentados, por exemplo, é essencial que a empresa incentive uma postura correta, além — é claro — de oferecer os equipamentos adequados, com mais ergonomia e conforto.

O fato é que a LER não se desenvolve do dia para a noite. Pelo contrário: ela acontece em um longo período de tempo. Por isso, é essencial ter atenção ao modo como a equipe realiza as atividades, proporcionando os devidos aparatos para que o time desempenhe as tarefas da melhor forma possível, sem prejudicar a saúde.

Agora que você já viu como evitar a LER, que tal compartilhar o conteúdo nas redes sociais? Espalhe esse conhecimento entre seus contatos e ajude-os a evitar o problema também!


221015-entenda-como-implementar-ginastica-laboral-nas-empresas-1200x800.jpg

agosto 2, 2018 Empresa0

Todo empresário que se preze sabe que cuidar da qualidade de vida dos seus funcionários é essencial e contribui para o crescimento do negócio. Quanto mais esse cuidado acontece, maiores são a produtividade e a economia. Investir em ginástica laboral nas empresas é, então, uma opção que reúne tudo isso com o melhor custo-benefício.

Google, por exemplo, é uma das empresas que servem como modelo quando o assunto é manter os funcionários satisfeitos. Ela tem, anualmente, milhões de candidatos às suas vagas e um dos seus segredos é incentivar a ginástica laboral nas empresas, que previne doenças, melhora o condicionamento físico, aumenta a produtividade etc.

Ficou curioso e quer saber mais? Falaremos com detalhes os benefícios dessa atividade e quais são os exercícios possíveis. Confira!

Benefícios da ginástica laboral nas empresas

Prevenção de doenças

O número de funcionários com lesões por excesso de esforço repetitivo e distúrbios musculares, todos relacionados ao trabalho, tem aumentado consideravelmente. Então, o primeiro benefício que a ginástica laboral traz é prevenir essas doenças mencionadas.

Afastamento do sedentarismo

O outro benefício é afastar o sedentarismo, o que afasta também diversas doenças causadas pela falta de exercícios, como diabete, obesidade, ansiedade, estresse e depressão. Isso porque a ginástica laboral se trata de uma série de exercícios que coloca o corpo em movimento.

Melhora do condicionamento físico

Mesmo que por meio de exercícios físicos simples, o corpo acaba sendo todo alongado. Isso é benéfico por ajudar a respiração, a flexibilidade, a força, a coordenação, o ritmo, a agilidade etc. Além de restabelecer a postura, que pode ser bastante prejudicada por funcionários que têm que trabalhar muito tempo na mesma posição.

Aumento da produtividade

Com as atividades laborais, o funcionário se sente mais disposto e concentrado para realizar as suas funções diárias. O aumento da atenção também contribui para evitar acidentes que poderão ocasionar afastamentos no trabalho e, ainda, evitar afastamentos por problemas de saúde, como dores na coluna.

Além disso, os exercícios são realizados com toda a equipe da empresa reunida. Durante essas atividades, os funcionários podem interagir mais e fortalecer a união. Considerando que uma equipe concentrada, unida e que não precisa de afastamentos do trabalho produz mais, investir em ginástica laboral nas empresas é investir não só na satisfação dos seus colaboradores, mas no seu próprio negócio.

Exercícios de ginástica laboral nas empresas

Como a atividade é de baixa intensidade, pode ser realizada por qualquer pessoa. Quem pratica pode ter os seus sistemas cardíaco, respiratório e esquelético melhorados.

Confira, a seguir, algumas opções de atividades para colocar em prática no dia a dia da sua empresa!

Elevação dos membros inferiores

Eleve seu corpo ficando na ponta dos pés por cerca de 15 segundos e depois volte para a posição inicial. Repita o exercício cinco vezes.

Elevação dos membros superiores

De pé, entrelace os dedos e levante os braços para que toda a região da coluna seja esticada. Mantenha-se assim por 20 segundos e volte para a posição inicial.

Rotação do tronco

Com os pés separados um do outro e os joelhos levemente curvados, vire o tronco para a direita e, depois, para a esquerda em movimentos seguidos. Repita o ato 10 vezes e depois descanse.

Alongamento do pescoço

Com os pés unidos e os membros superiores relaxados, vire a cabeça para a esquerda e para a direta. Repita o processo quatro vezes. Fazendo isso, olhe para frente, incline o pescoço para a direita por cinco segundos e, depois, repita para a outra direção.

Investir nesses exercícios de ginástica laboral nas empresas produz efeitos positivos na qualidade de vida dos seus colaboradores, que acabam retornando para o seu negócio.

Além das vantagens citadas para a saúde, funcionários que se sentem valorizados e cuidados podem ser mais dedicados e satisfeitos. O mercado de trabalho cada vez mais competitivo exige diferenciais e escolhas inteligentes. A ginástica laboral pode ser uma delas.

O que você achou do nosso texto? Gostou? Então, compartilhe-o nas redes sociais e ajude outras pessoas a dominarem o assunto!


215418-entenda-como-a-qualidade-de-vida-no-trabalho-pode-interferir-na-produtividade-da-sua-empresa-1200x802.jpg

julho 10, 2018 Empresa0

Oferecer mais qualidade de vida no trabalho não significa apenas bons salários aos colaboradores da empresa. Esse conceito engloba vários fatores, estando diretamente atrelado à satisfação do trabalhador e evolução da sua carreira. E pode ser, inclusive, o seu diferencial para aumentar a produtividade e o crescimento do negócio — fatores essenciais no mercado atual.

Neste post, vamos falar sobre as vantagens de proporcionar aos seus funcionários mais qualidade de vida no trabalho, e algumas dicas de como fazê-lo. Confira!

Por que investir nessa estratégia?

A qualidade de vida é um dos aspectos mais avaliados pelos profissionais em uma empresa, independentemente do seu ramo de atuação. Esse aspecto será levado em consideração não só pelos interessados em integrar seu quadro de funcionários, mas também pelos atuais colaboradores.

Veja alguns benefícios de aprimorar a qualidade de vida no trabalho:

Diminuição do turnover

A empresa que tem uma preocupação maior com o bem-estar e a proteção dos seus funcionários diminui o número de demissões e, consequentemente, contratações para repor pessoal. Ou seja, reduz o turnover.

Além de incentivar o crescimento dos colaboradores dentro da empresa e reduzir os custos com a rotatividade, a diminuição do turnover melhora a qualidade e eficiência dos seus produtos e serviços. Isso porque os colaboradores têm mais tempo de casa, fortalecendo seu conhecimento sobre processos.

Aumento da produtividade

Quando os profissionais de uma empresa se sentem bem para desenvolver o seu trabalho diário, é muito mais fácil encontrar criatividade, espaço para ideias novas e motivação para conquistar metas.

Portanto, oferecer aos seus colaboradores um ambiente seguro é fundamental para o crescimento da organização.

Redução de faltas e atestados

É bem mais fácil acordar para ir trabalhar e se esforçar ao máximo no emprego quando você gosta de estar no ambiente em que convive todos os dias, não é mesmo? Os seus colaboradores pensam da mesma forma.

Aumentar o bem-estar organizacional reduz o número de faltas e atestados, pois, além de motivar os seus funcionários, ainda ajuda com a manutenção da saúde de todos.

Como oferecer melhor qualidade de vida no trabalho?

Melhorar o ambiente e o bem-estar no trabalho não é uma missão impossível, mas precisa ser feita com cuidado. Você pode lançar mão de algumas estratégias para isso. Veja algumas ideias:

Ambiente físico agradável

Promover um bom ambiente físico é essencial para melhorar a satisfação de seus colaboradores e facilitar a execução de tarefas.

Manter as salas limpas, arejadas, com um visual agradável e que propicie relaxamento, bem como equipamentos sempre funcionando, é uma ótima ideia para manter funcionários motivados e com energia.

Benefícios e premiações

Oferecer bônus e premiar os funcionários mais engajados e criativos é uma ideia que você deve colocar em prática. Os colaboradores precisam enxergar que estão sendo apreciados por aquilo que conquistam dentro da empresa.

Além disso, reveja os benefícios concedidos ao seu quadro de funcionários para ver se não está faltando nada essencial. Um bom plano de saúde, por exemplo, faz toda a diferença para a tranquilidade do profissional — e mantém o capital humano da empresa mais bem cuidado.

Clima organizacional

Fique sempre atento ao clima da empresa. Avalie a satisfação de seus funcionários e procure saber deles quais são os pontos que podem ser melhorados dentro da organização.

Crie estratégias para acompanhar a melhoria da qualidade de vida de seus colaboradores e mantenha um diálogo aberto com todos para receber sugestões. Com esse acompanhamento, você pode agir em cima de questões pontuais antes que elas se tornem problemas maiores.

Ações e eventos corporativos

Eventos e ações corporativos são a chave para melhorar a interação entre funcionários e promover um bom ambiente de trabalho para todos. Envolva-se com as atividades dentro da empresa e mostre que você também faz parte daquele grupo.

Agora que você já sabe por que é tão importante melhorar o ambiente da sua empresa, não deixe de aplicar as nossas dicas! Um modelo de gestão preocupado com o bem-estar não só do negócio, mas também dos colaboradores é a receita certa para o sucesso.

Viu como a qualidade de vida no trabalho pode ser uma aliada para aumentar a produtividade? Já aplica alguma política parecida na sua empresa? Deixe um comentário e conte para nós!


214752-como-contratar-um-plano-de-saude-para-os-funcionarios-da-minha-empresa-1200x801.jpg

julho 2, 2018 Empresa0

O plano de saúde para os funcionários é um benefício que não é obrigatório pelas leis trabalhistas. No entanto, é uma maneira de valorizar os colaboradores da sua empresa, auxiliar na qualidade de vida e bem-estar deles e ainda reter talentos.

Na hora da escolha desse item tão importante, surgem algumas dúvidas que podem deixar você inseguro quanto a melhor opção. Além disso, é fundamental estar por dentro de como funciona a contratação do convênio médico para não errar.

Está pensando em oferecer esse benefício para os seus funcionários, mas ainda está em dúvida de como contratá-lo? Então, continue a leitura, pois é sobre isso que falaremos neste post. Confira!

Como escolher o melhor plano de saúde para os funcionários?

O convênio médico pode ser oferecido por seguradoras, cooperativas e assistências médicas. Nesse caso, é interessante pesquisar pela opção que atende melhor a sua região e a que presta o melhor serviço.

Você também deve traçar o perfil dos seus colaboradores para saber qual plano vai atendê-los com mais satisfação. Por exemplo, em uma empresa que tem boa parte do quadro de funcionários formado por mulheres, um plano de saúde que oferece obstetrícia é imprescindível.

Qual é o valor médio que a empresa vai desembolsar?

Isso varia de acordo com o número de funcionários, a cobertura e a abrangência do plano. No entanto, segundo uma pesquisa feita pela revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios, com R$ 5 mil mensais, é possível contratar um plano básico para até 20 funcionários. Outra pesquisa mostrada na revista revela que o custo médio por funcionário gira em torno de R$ 225 por mês.

Uma boa solução para diminuir os gastos com plano de saúde para os funcionários é dividir meio a meio o valor das mensalidades com os colaboradores. Dessa forma, não pesa nem para você e nem para eles.

Qual é o tempo de carência?

A carência é um prazo estipulado no momento do contrato para que o contratante comece a usar os serviços do plano de saúde. Por lei, o tempo máximo desse período é de:

  • 24 horas para urgências e emergências;
  • 300 dias para partos;
  • 24 meses para doenças preexistentes;
  • 6 meses para os outros casos.

Porém, você pode negociar esses prazos com a operadora do plano que vai contratar.

Como é calculado o reajuste?

A Agência Nacional de Saúde determina que o reajuste das mensalidades seja feito anualmente conforme a sinistralidade — índice que mede o quanto a operadora gastou com aquele grupo de funcionários. Ou seja, quanto maior o custo, maior é o reajuste. Além disso, também contam a inflação dos suprimentos médicos e a faixa etária dos conveniados.

Uma forma de evitar abusos na utilização do plano de saúde por parte dos colaboradores é propor que eles paguem de 10 a 20% do valor das consultas e exames.

Ter um bom plano de saúde para os funcionários é uma ótima maneira de cuidar do bem-estar deles, aumentando, assim, o rendimento e a satisfação com o trabalho. Por isso, escolha um que atenda as suas expectativas e preste um excelente serviço!

Você é da baixada santista e quer um plano de saúde com vantagens para você e seus colaboradores? Então, entre em contato conosco agora mesmo!


A BlueMed

A Blue Med Saúde nasceu com um propósito: oferecer o melhor serviço de saúde às famílias brasileiras.

Av. D, Avenida Dona Ana Costa, 274 – Gonzaga, Santos – SP, 11060-002

Fale Conosco

Sac 24 Horas
(11) 3016-9404

(13) 4003-8788 (litoral)

Central de atendimento

Em São Paulo (11) 3016-9404

Na baixada santista (13) 4003-8788