Uma marca Alvorecer
   


NOSSO BLOG


Bem-vindo ao blog da Blue Med Saúde

A Blue Med é apaixonada por cuidar. Proteger as famílias que atendemos é o que nos move há mais de 90 anos.

Entendemos, porém, que muitas vezes a saúde é apenas uma questão de conhecimento.
Saber quais práticas adotar em relação à exercícios, alimentação e hábitos no geral pode ser a chave para atingir uma vida mais saudável e longeva.

Por isso, decidimos reunir nossos 94 anos de experiência na área da saúde neste blog, onde semanalmente você encontrará novas dicas e conselhos sobre como renovar seu bem-estar e energias para encarar os desafios que a vida nos proporciona.

Fique por dentro das novidades do blog Blue Med Saúde.


247771-atividade-fisica-na-empresa-veja-x-exemplos-de-grandes-organizacoes-1200x801.jpg

novembro 12, 2018 Empresa0

Uma empresa preocupada com seus funcionários quer sempre que eles se sintam bem. Para garantir isso, alguns negócios estão adotando novas técnicas para deixar o ambiente de trabalho mais leve e a implementação de atividade física na empresa é uma delas.

Essa prática beneficia o empregado ao promover que ele cuide da sua saúde e ainda alimenta sua qualidade de vida e diminui o estresse. É possível fornecer isso aos seus colaboradores por meio de uma academia, espaços de lazer, ginástica laboral ou até mesmo competições esportivas.

Continue a leitura e se junte a grandes organizações preocupadas com o bem-estar dos trabalhadores e que incluíram atividade física na empresa.

Quais empresas oferecem esse tipo de benefício?

1. Decathlon

A Decathlon, uma marca de produtos esportivos une paixão com trabalho ao contratar atletas para o time de funcionários.

Com isso, os profissionais são mais engajados e sentem prazer ao trabalhar com aquilo que amam. Além disso, a companhia fomenta que cada um pratique uma atividade que se identifique.

Em outros momentos, eles também são direcionados a exercer na empresa alguma atividade física que não realizaram antes para que conheçam outras modalidades e saibam vender melhor também naquele segmento.

2. AcelorMittal

A grande instituição de aço AcelorMittal oferece um incentivo diferenciado aos seus trabalhadores ao criar uma associação de esportes na cidade de Tubarão, em Vitória (ES).

Cerca de 200 trabalhadores praticam atividade física na empresa. Muitas delas são disputadas nacionalmente, com a promoção de campeonatos.

Ter empregados saudáveis diminui o risco de atestados ou afastamentos do trabalho e, quando promovido pela organização, trata-se de mais um ponto positivo na preocupação com os colaboradores.

3. Deloitte

Já pensou em patrocinar o futebol da equipe? É isso que a Deloite faz. Todo ano, a marca incentiva seus colaboradores a participarem de torneios. O critério de seleção inclui habilidades esportivas e desempenho profissional.

Além do campeonato, a Deloitte também realiza corridas cerca de três vezes por ano, tendo uma quadra a disposição para treinos e exercícios, o que também promove o espírito de equipe.

4. General Eletric

A GE oferece aos seus funcionários programas de incentivo à saúde onde patrocina 50% dos gastos dos colaboradores com atividade física.

Promove também corridas anuais, passeios ciclísticos, jogos de futebol e vôlei contando até com olimpíadas internas com esportes como basquete e tênis. Sempre com o objetivo de mostrar que mesmo trabalhando muito é possível ter momentos de lazer na corporação.

Quais benefícios de aplicar atividade física na empresa?

Ao encorajar o funcionário a praticar atividades físicas, a empresa mostra que se preocupa com sua saúde, conforto e qualidade de vida.

A realização de esportes está diretamente ligado à diminuição do estresse no organismo. Sendo assim, além de mandar embora a fadiga você incentiva um melhor desempenho físico, a diminuição da ansiedade e a melhora do humor do seu time de funcionários.

Por fim, todas essas ações incentivam a colaboração em equipe fortalecendo as relações entre os colegas, sem contar que reduz os atestados médicos e aumentam a produtividade de cada um.

Grandes organizações se preocupam com o bem estar do funcionário. Sendo assim, não deixe de praticar esses exemplos de atividade física na empresa e deixe o seu time ainda mais feliz ao trabalhar com você. 

Outra atividade física na empresa que é possível aplicar é a ginástica laboral, e você pode saber mais sobre o tema com as nossas dicas. Certamente você vai ver os funcionários mais alegres e produtivos. Experimente!


251452-vamos-conversar-sobre-prevencao-do-cancer-de-prostata-1200x800.jpg

novembro 5, 2018 Uncategorized0

O câncer é uma doença que assusta e afeta diversas pessoas em todo o mundo. O tipo mais comum em homens é o de próstata. Isso ocorre porque muitos deles não procuram o médico especializado para fazer exames regulares e manter os cuidados necessários.

Mas você sabia que a prevenção do câncer de próstata pode evitar problemas graves com a saúde e até salvar vidas? Para você entender melhor quais são as formas de prevenção, abaixo vamos responder algumas perguntas importantes para tirar as suas principais dúvidas.

Acompanhe!

O que é próstata?

Trata-se de uma glândula do sistema reprodutor do homem que fica próximo à bexiga. O seu tamanho natural é comparado a uma noz e a sua principal função é a de produção de sêmen, fabricando uma substância que ajuda na sobrevivência do espermatozoide e que contribui para a fertilização do óvulo.

Por que existe câncer de próstata?

Na verdade, a doença pode surgir durante a fase de crescimento da próstata que ocorre em dois momentos da vida do homem: na adolescência e a partir dos 40 anos de idade. Após a idade adulta, uma única célula doente pode aparecer, causando a proliferação no local e matando as células saudáveis.

O risco é aumentado com a falta de tratamento, pois o câncer pode se espalhar, afetando outros órgãos, incluindo os ossos.

Quais exames são importantes para prevenir a doença?

Fazer um check-up é fundamental para avaliar a saúde do órgão e, se detectado alguma anomalia, fazer o tratamento mais indicado. Isso aumenta as chances de cura.

O recomendado é que depois dos 50 anos o homem faça o exame de PSA para determinar a dosagem no sangue e o toque retal. PSA é uma proteína produzida especificamente pela próstata e que possui valores normais, sendo considerado o limite de 0 a 4. Quando os níveis estão mais altos, há suspeita da doença, nesse caso é importante procurar mais afundo para detectar o problema.

Já o exame de toque é feito por meio do ânus com o objetivo de encontrar nódulos e endurecimento, com o mesmo intuito do exame de mama. Ele é rápido e indolor, levando cerca de 10 segundos. Caso alguma irregularidade seja encontrada, então se faz necessário uma biópsia para determinar se há células doentes.

Como procurar um médico de confiança?

Geralmente, o médico responsável para tratar a próstata é o urologista. Mas é importante que você se sinta confortável com o profissional. Por isso, ao escolher o médico, procure referências e converse com quem já o conhece. Assim, você terá informações importantes sobre o consultório e a maneira como ele trata os seus pacientes.

Quais outras formas de prevenção?

Fatores genéticos podem ser sinal de um possível problema. Para aumentar as chances de uma vida saudável é essencial cuidar da alimentação e ter uma vida ativa. Gordura animal, açúcar e produtos ultraprocessados podem prejudicar a sua vida, aumentando a possibilidade de diversas doenças.

Mantenha uma dieta saudável e faça exercícios físicos para conservar uma boa qualidade de vida. A prevenção do câncer de próstata é a melhor saída para evitar sérios problemas. Por isso, os exames devem ser levados a sério, lembrando que nenhum deles pode afetar a sua masculinidade ou a sua saúde.

Quer saber mais informações de como cuidar da sua saúde e contar com uma empresa que pensa em você? Entre em contato conosco!


239463-jovialidade-por-que-sentirse-jovem-pode-te-fazer-viver-mais.jpg

outubro 29, 2018 Melhor idade0

Desde a Antiguidade, os filósofos formulavam teorias sobre a felicidade e por que ela é importante em nossas vidas. Hoje em dia, há várias músicas e vários filmes e livros que falam sobre o mesmo assunto. Existe, inclusive, um consenso no que se refere à relação entre sentir-se jovem, não importando a idade cronológica, e a felicidade, e como isso contribui para se viver mais.

Segundo o artigo ‘’Health and Well-Being“, publicado em um grande jornal americano, a felicidade traz muitos resultados positivos para nossa saúde, podendo, por exemplo, atuar sobre os sistemas cardiovascular e imunológico, contribuindo para uma maior longevidade.

Quer saber como as pessoas que continuam se sentindo jovens tendem a viver por mais tempo? Então continue a leitura!

Seja feliz e consiga viver mais

Imagine agora que seja possível sentir-se jovem apenas pela idade subjetiva, e não mais pela registrada na Certidão de Nascimento. Isso faria você ficar mais feliz? Se sim, considere os efeitos de melhorias na saúde a partir de um bom estado emocional. Considerar-se mais jovem pode influenciar suas decisões futuras e presentes e aumentar as idas ao médico para prevenção de doenças, já que há a visão de que ainda há muito o que viver.

Estudos mostram que quem se sente mais jovem pode viver mais

Para entender melhor, alguns dos primeiros estudos realizados entre os anos 70 e 80, mostram a diferença entre a idade psicológica e a cronológica. O senso comum afirma que a tendência é nos sentirmos menos extrovertidos e abertos a novas experiências quando amadurecemos.

Já para os ‘’jovens de espírito’’, essas mudanças são menos nítidas. O impacto que isso traz são refletidos na saúde mental, pois as pessoas sentem-se mais felizes, o que reduz também o risco de depressão e demência.

Outro estudo, da Universidade de Montpellier, na França, avaliou 17 mil pessoas de meia idade e idosos para entender melhor o impacto da idade cronológica e subjetiva. Os resultados mostraram que sentir-se mais velho elevava o risco de morte em 18 e 25%.

Isso pode ser explicado porque os mentalmente mais jovens tendem a estar mais abertos a novas experiências como viagem, hobby e atividades físicas, o que proporciona um impacto direto na saúde.

Tenha a idade que quiser

Afinal, realizar atividades comumente associadas aos jovens, como viajar, libera endorfina, um hormônio que proporciona uma maior sensação de bem-estar e prazer. Como já foi colocado, tais fatores são primordiais para viver mais. Ter o estresse e a ansiedade reduzidos, principalmente na terceira idade, diminui o risco de doenças cardíacas, azia, diabetes, insônia e elevação da pressão arterial.

Portanto, como as pessoas tendem a fazer uma série de atividades quando sentem-se mais jovens, como corrida, natação, dança, surf e a buscar uma alimentação mais saudável; o índice de felicidade também aumenta. Ao fazer a junção entre juventude e felicidade, seu organismo sente as consequências e é capaz de fazer você viver mais.

Outras recomendações que os responsáveis pelos estudos mencionados fazem é a de se adotar uma postura mais positiva, aproveitar mais os relacionamentos, e ter mais gratidão. Tudo isso poderá ajudá-lo a viver mais. 

Gostou do nosso post? Então, aproveite e assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos como este em primeira mão!


239457-x-cuidados-com-a-saude-das-criancas-que-nao-podem-ser-ignorados.jpg

outubro 24, 2018 Família0

Cuidar da saúde das crianças pode parecer um desafio, mas não há razões para acreditar que isso pode ser um problema. Apesar de serem misteriosos e cheios de personalidade, a relação com os pequenos não precisa ser necessariamente um campo de batalhas. Com alguns cuidados, é possível garantir a qualidade de vida dessa galerinha e mantê-los sempre saudáveis.

As crianças estão em fase de crescimento e, por isso, alguns fatores merecem uma atenção redobrada por parte de pais e responsáveis. Esses cuidados garantem um desenvolvimento adequado e fazem com que eles se tornem, no futuro, adultos mais saudáveis e com poucos problemas de saúde.

Não sabe quais cuidados são esses? Não se preocupe! A seguir, preparamos uma pequena lista com alguns pontos que não podem ser deixados de fora ao lidarmos com crianças das mais variadas idades. Boa leitura!

1. Atenção com a saúde bucal

Fazer com que as crianças cuidem da higiene bucal pode ser um desafio. A maioria delas acredita que essa é uma tarefa chata e que há muitas coisas melhores para se fazer com o tempo livre, certo? Por isso, é necessário ‘’ficar em cima’’ e garantir que a higienização seja feita com frequência, além de priorizar lanches mais saudáveis na merenda escolar.

Isso garante a saúde bucal e previne uma série de problemas nos dentes e na boca, que é a porta de entrada para diversas bactérias. De certa forma, os problemas que surgem na região podem afetar o corpo inteiro e,  inclusive, fazer com que os pequenos sejam adultos com problemas recorrentes na área. Fique ligado!

2. Manter a vacinação em dia

As vacinas são um incrível avanço da ciência e o seu desenvolvimento foi o responsável por salvar milhões de vidas. O Brasil é, atualmente, um exemplo no ramo e o seu programa de vacinação é admirado por muitas outras nações.

A vacinação só não deve ser aplicada em casos específicos, sempre com a recomendação de um médico e uma minuciosa avaliação de cada paciente. Por isso, é essencial manter a caderneta de seu filho sempre atualizada para evitar problemas sérios de saúde, que podem ser facilmente prevenidos.

3. Cuidar da alimentação

A alimentação é o combustível de nosso organismo. É por meio dela que conseguimos os nutrientes (como as vitaminas e os minerais) necessários para garantir que todas as reações de nosso organismo sejam realizadas da maneira adequada.

Quando falamos sobre crianças em fase de crescimento, isso se torna ainda mais importante. Forneça uma alimentação diversificada para a criançada, bem colorida e balanceada em relação aos principais grupos alimentares.

4. Garantir estímulos cognitivos

Trabalhar as habilidades cognitivas (que envolvem a memorização, raciocínio lógico, coordenação motora etc.) é fundamental para o desenvolvimento adequado e a saúde das crianças.

Para isso, é necessário fornecer um ambiente enriquecido para que os pequenos convivam. Invista em atividades enriquecedoras, como a música, o desenho ou o teatro, que trabalham de forma generalizada todas essas questões.

5. Dar muito carinho e atenção

Por fim, mas não menos importante, é necessário falar sobre a atenção e o carinho desprendidos às crianças. Evite brigas, gritos ou punições desnecessárias e lembre-se que aquele ser está em constante evolução, aprendizado e desenvolvimento.

Por isso, seja gentil e faça com que a criança cresça em um ambiente amigável e seguro. Isso formará um adulto mais tranquilo, integrado socialmente e muito saudável em vários sentidos!

Gostou de conhecer essas dicas de cuidados com a saúde das crianças? Como podemos ver, elas abrangem tanto fatores físicos quanto os psicológicos, fundamentais para garantir um desenvolvimento adequado, saudável e permitir que os pequenos tenham muita qualidade de vida ao crescer!

Para conferir outros artigos como este e ficar por dentro de todas as novidades da BlueMed, que tal seguir as nossas páginas nas redes sociais? Assim, você não perde nenhum conteúdo e recebe dicas frequentes de como cuidar de sua família da melhor maneira possível. Estamos no Facebook e no LinkedIn!


241525-entenda-agora-as-vantagens-de-investir-na-saude-dos-funcionarios.jpg

outubro 19, 2018 Empresa0

Para que uma empresa alcance bons resultados e se mantenha competitiva, alguns investimentos são imprescindíveis. Nesse sentido, destinar uma verba para a saúde dos funcionários pode representar um grande diferencial.

Os custos com proteção da saúde dos colaboradores, não devem ser vistos como gastos excedentes, nem tampouco como prejuízos. São necessários e benéficos, tanto para a organização quanto para os colaboradores.

Neste artigo, apresentamos respostas a algumas questões inerentes ao assunto, a fim de contribuir para o entendimento das vantagens competitivas que as organizações podem obter com esse tipo de investimento. Boa leitura!

Qual a importância de investir na saúde dos funcionários?

As empresas são obrigadas por lei a dispor de uma equipe de segurança do trabalho. Embora essa exigência possa ser vista como um custo indesejável, o atendimento às normas beneficia as organizações.

Isso porque investir nesse aspecto assegura os direitos e deveres do empregador e o protege de possíveis processos trabalhistas. Para tanto, as empresas devem se comprometer e adotar ações em relação aos seguintes riscos:

  • transtornos mentais — estresse, depressão, síndrome do pânico, entre outros;
  • distúrbios físicos — campanhas para a conscientização sobre cuidados com a saúde;
  • acidentes no local de trabalho.

Para os colaboradores, esses cuidados geram um sentimento de gratidão e bem-estar que os motivam, proporcionando excelentes resultados para a organização.

Quais são as vantagens desse investimento?

Segundo pesquisa do Serviço Social da Indústria (SESI), 71,6% das 500 empresas estudadas, confirmaram dar atenção especial para a segurança e a saúde dos colaboradores. Isso significa que a maioria das organizações já compreendeu os benefícios desse investimento.

As vantagens obtidas são diversas e conferem resultados incríveis, que impactam diretamente na competitividade das organizações. Confira, a seguir, alguns dos principais aspectos que contribuem nesse sentido!

Motivação da equipe

O comprometimento com a saúde dos colaboradores e a prevenção de riscos produzem um círculo virtuoso com respostas positivas para a empresa, pois confere um sentimento de valorização e respeito.

A motivação da equipe é um dos aspectos que tem levado as organizações a considerar o investimento na saúde do colaborador como um diferencial estratégico, obtendo, a cada dia, a atenção do empresariado.

Redução de faltas e atrasos

Conforme a citada pesquisa do SESI, em 48% das médias e grandes empresas estudadas, as ações voltadas à saúde e segurança dos funcionários ajudaram a reduzir o absenteísmo.

Esse resultado pode ser alcançado por meio da implementação de diversas intervenções, como a ginástica laboral, palestras que orientam sobre a alimentação saudável, e a medicina preventiva obtida com a contratação de um plano de saúde empresarial.

Aumento da produtividade

O levantamento do SESI apontou também que 43,6% das empresas obtiveram um aumento na produtividade, e 34,8% confirmaram a redução nos custos gerais com o investimento.

Esses dados confirmam que a capacidade de produção depende diretamente do bem-estar físico e a segurança nas atividades diárias dos funcionários. Logo, um ambiente ideal de trabalho contribui para ótimos resultados.

Outras vantagens

A proteção da saúde também promove um bom clima organizacional e reduz o nível de estresse e insatisfações. Funcionários satisfeitos propagam esse sentimento e colaboram para a boa imagem da empresa. Além das vantagens mencionadas, outras também podem ser obtidas, como:

  • aumento da autoestima dos funcionários;
  • direcionamento de estratégias e investimentos;
  • fidelização e atração de talentos;
  • redução do sinistro em plano de saúde empresarial.

Como você pôde observar, a preocupação com o bem-estar dos colaboradores tem sido cada vez mais entendida como um diferencial para as empresas. Nesse sentido, a contratação de um bom plano de saúde empresarial deve ser considerada como a base para as demais ações, visando à melhoria da produtividade e a satisfação coletiva.

O investimento nesse aspecto traduz o comprometimento com a saúde dos funcionários, melhora a imagem da empresa no mercado e mantêm profissionais motivados e engajados.

E a sua empresa, investe na saúde dos funcionários? Para obter informações sobre a contratação de um plano de saúde empresarial, entre em contato conosco!


239855-veja-quais-sao-os-x-sintomas-da-menopausa-e-como-identificalos.jpg

outubro 17, 2018 Família0

O corpo humano passa, no decorrer de sua vida, por muitas alterações significativas. A maioria delas diz respeito ao envelhecimento natural das células e as mudanças nos ciclos hormonais, especialmente quando falamos sobre as pessoas do sexo feminino. Por conta disso, conhecer os sintomas da menopausa e saber um pouco mais sobre esse período é fundamental.

A menopausa é uma etapa que marca o fim da vida reprodutiva da mulher. Durante esse período, o corpo feminino para de produzir alguns hormônios e ocorre o fim da menstruação. Não há, de maneira geral, uma idade para isso ocorrer. Em alguns casos, ela pode se iniciar aos 40 anos e, em outras, acima dos 50.

Mas, afinal, quais são esses sintomas? Como podemos reconhecê-los e ter uma transição muito mais tranquila entre a vida fértil e o fim do período reprodutivo? Pensando nessas dúvidas, criamos este artigo que cita alguns dos principais sinais envolvidos com a menopausa. Boa leitura!

1. Ondas de calor

Provavelmente um dos sintomas mais conhecidos e característicos da menopausa, as ondas de calor podem ser um grande problema na vida das mulheres que passam por essa mudança.

Eles podem ocorrer durante o dia ou mais comumente na parte da noite, chegando até mesmo a acordar as mulheres. Esse problema é caracterizado pela súbita sensação de calor, acompanhada de muito suor e desconforto. O sintoma vai e vem muito rápido, sendo seguido por uma sensação de frio.

2. Menstruação irregular

O segundo sinal mais clássico da chegada da menopausa é a irregularidade de menstruação. Com as alterações hormonais, é muito comum que os ciclos menstruais fiquem mais espaçados e inconsistentes.

Além da irregularidade na frequência, é comum observar algumas mudanças na intensidade do fluxo e na duração de dias de cada ciclo. Esse tipo de imprevisibilidade é um dos principais sintomas da menopausa, indicando que as mudanças estão acontecendo e que logo mais a sua menstruação cessará definitivamente.

3. Alterações de humor

As alterações de humor são uma característica presente em todo o ciclo reprodutivo das mulheres, e após o seu fim elas ainda marcam uma presença considerável.

Isso acontece, novamente, por conta das flutuações hormonais típicas dessa etapa. A falta de certos hormônios e o desequilíbrio dessas substâncias na corrente sanguínea podem ocasionar mudanças no humor. Isso também pode ser resolvido com a suplementação necessária ou alterações em hábitos cotidianos, como a prática de atividades físicas.

4. Redução da libido

Embora algumas mulheres na menopausa digam que sentem alterações positivas na libido, o mais comum é acontecer o contrário — especialmente no início das mudanças. Isso pode, pouco a pouco, se normalizar, ainda mais com a ajuda médica especializada.

Outro problema sexual bastante recorrente nessa etapa é a diminuição da lubrificação vaginal, por conta das alterações hormonais que acontecem no período. Por isso, o acompanhamento médico é fundamental para garantir o equilíbrio nessas áreas.

5. Mudanças físicas

Por fim, as mudanças físicas marcam presença nas alterações sofridas durante o período da menopausa. Elas também são causadas pelas mudanças no fluxo de hormônios, que são responsáveis pela manutenção de diversas reações em nosso organismo.

Algumas das mudanças mais características são: cabelo mais seco, pele mais fina, ganho de peso, rigidez nas articulações, entre outras. Novamente, o acompanhamento médico é essencial para garantir que tais mudanças não ocorram ou sejam adiadas.

Como podemos ver, os sintomas da menopausa podem ser, ao mesmo tempo, muito inespecíficos e muito característicos. Por isso, reconhecê-los é fundamental para passar por uma transição tranquila entre as fases. Caso note algum dos sinais, procure um ginecologista e tire as suas dúvidas sobre essa nova etapa, garantindo muito mais qualidade de vida!

Gostou deste artigo? Então, que tal saber um pouco mais sobre os benefícios da caminhada, prática que pode ser muito benéfica para mulheres que estão na menopausa?


245962-prepare-a-prancha-conheca-agora-5-beneficios-do-surf-para-a-mente-1200x817.jpg

outubro 10, 2018 Melhor idade0

Praticar atividades físicas hoje em dia deixou de ser associado a algo maçante e a um ritual obrigatório na hora de fazer algo prazeroso que permite não só a perda de peso, mas também traz mais equilíbrio e saúde mental. E isso é um dos benefícios do surf mais mencionados pelos surfistas.

Os exercícios físicos, de modo geral, têm o poder de liberar hormônios que causam a sensação de prazer e bem-estar. Porém, essas sensações são ainda mais intensas ao praticarmos o surf, uma vez que ele está associado à natureza e ao mar. Por consequência, esse esporte é muito eficaz para livrar as pessoas do cansaço mental.

Se você ficou interessado em saber mais sobre os benefícios do surf para a mente, continue a leitura e descubra!

1. Reduz o estresse

O surf exige bastante concentração para que haja equilíbrio na prancha e isso ajuda a esquecer o estresse do dia a dia. A prática também muda o seu estilo de vida, já que o contato com a natureza proporciona uma sensação de liberdade e maior consciência corporal. Isso tudo resulta numa maior qualidade de vida.

2. Previne a depressão

Além de afastar o estresse, o surf também pode levar para longe a depressão, um mal que atinge 11,5 milhões de brasileiros. Inclusive, o esporte é utilizado em alguns países como forma de terapia, por meio do Wave Project, por exemplo, e ajuda pessoas que têm depressão.

3. Ajuda na socialização

Outro benefício do surf é o incentivo à socialização, afinal, esportes ao ar livre geralmente permitem uma maior abertura ao diálogo com outras pessoas e o ambiente calmo permite que você se solte mais durante a interação.

4. Aumenta o conhecimento

Para que você tenha sucesso com as ondas, é preciso entender como o mar funciona. Logo, é indicado que você aprenda sobre ondulações, ventos, marés, correntes, bem como aprender sobre geografia para saber onde estão as melhores ondas e o porquê de elas estarem nesses lugares específicos.

5. Aumenta a resiliência

As lições que os surfistas aprendem podem ser levadas para a vida e ajudá-los a ter mais resiliência. Afinal, o esporte exige um trabalho de repetição de movimentos a cada onda errada. Assim, o ritmo e a resiliência são adquiridos com o tempo para quem não desiste. Essas características são essenciais principalmente para a terceira idade, que precisa aceitar as mudanças e limitações que o tempo traz.

Os imensos benefícios do surf para o corpo, como tonificação muscular, emagrecimento, resistência, são mais conhecidos pelas pessoas. Mas, as vantagens que essa atividade esportiva traz para a mente é o diferencial do surf. Os praticantes dizem que a sensação de prazer e bem-estar devido ao contato com o mar é indescritível. Você só saberá como é quando experimentar o esporte.

E então, você gostou de conhecer os benefícios do surf para a mente? Já praticou e lembra-se de mais algum exemplo? Deixe um comentário neste post e compartilhe com a gente e com os demais leitores a sua opinião sobre o esporte!


239454-autoexame-da-mamas-entenda-sua-importancia-na-prevencao-do-cancer.jpg

outubro 5, 2018 Família0

Como já dizia o ditado popular, ‘’é melhor prevenir do que remediar’’. A prevenção é amiga número um do ser humano e é fundamental para evitar diversas doenças graves. Por isso, existe o autoexame das mamas, que consiste em apalpá-las, de preferência logo após a menstruação e uma vez por mês.

Tal ação previne o câncer de mama, que é o mais comum nas mulheres e considerado o segundo mais frequente no mundo, com 25% dos casos. No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), os índices de mortes relacionadas à doença ainda são altíssimos, possivelmente porque ela só é descoberta em estágio avançado. O autoexame das mamas entra como um auxiliar no diagnóstico e responde por 50% da detecção dos casos malignos.

Por isso, é importante que você se informe sobre o assunto para entender o valor da prevenção e como o exame pode ser feito. Então, não se preocupe. Continue a leitura que falaremos mais desse tema!

Importância do autoexame das mamas

Como dito, esse tipo de exame ajuda no rastreamento do câncer de mama e pode evitar que ele prossiga para um estágio avançado, o que aumenta as chances de cura. A prática não substitui a sua participação em um programa de rastreamento completo, mas é importante por ajudar a conhecer o próprio corpo e fornecer ao médico informações importantes que ajudam na antecipação do diagnóstico.

Algumas mulheres pertencem a um grupo maior de risco, como as que têm um forte histórico familiar de câncer de mama/ovário, aquelas tratadas com radioterapia na adolescência/infância e as portadoras de lesões pré-malignas da mama.

Para esses casos específicos, é recomendado um rastreamento em idades mais precoces na faixa dos 25 anos. O autoexame das mamas ajuda no diagnóstico e deve ser realizado, preferencialmente, junto com exames clínicos e de imagem.

Quanto mais cedo se descobre o câncer, maiores são as chances de sobrevida, e o exame clínico deve ser realizado anualmente. Existem faixas etárias com incidências maiores da doença, como a partir dos 40 anos, sendo a mamografia mais recomendada aos 35 e o autoexame a partir dos 21 anos.

Maneiras de fazer o exame

O autoexame pode ser feito em frente ao espelho, no banho ou em posição deitada. Em frente ao espelho, levante os braços e confira se a mudança de posição altera o contorno e a superfície das mamas. Deitada, faça movimentos circulares e aperte os seios levemente com os dedos. No banho, eleve o braço esquerdo e deslize os dedos da mão direita sobre a mama esquerda, estendendo até a axila. Repita o movimento do outro lado.

Caso você sentir algum nódulo, mudança na textura ou no tamanho durante o autoexame das mamas, procure um ginecologista. A partir disso, será realizado o exame clínico que detectará como mais clareza se você possui a doença ou não, a fim de aumentar as chances de cura.

E aí, gostou do nosso texto e acha que ele pode ser útil para outras pessoas? Então, compartilhe nas redes sociais e ajude outras mulheres e entenderem a importância do autoexame das mamas!


230303-conheca-x-dicas-de-como-cuidar-da-alimentacao-para-idosos.jpg

outubro 2, 2018 Melhor idade0

A alimentação para idosos é essencial para ter uma boa qualidade de vida e poder aproveitar ainda mais os momentos com as pessoas de quem gostamos. Uma boa alimentação pode aliviar dores e, até mesmo, combater doenças que costumam aparecer na terceira idade.

Quer continuar aproveitando a vida de maneira leve e saudável? Continue a leitura e entenda como essas 4 dicas fáceis podem ajudar no seu dia a dia. Vamos lá?

1. Tenha rotina

Para continuar tendo uma vida ativa é considerável ter uma rotina também na hora de cuidar da alimentação para idosos.

Nesse sentido, elabore um planejamento das refeições e priorize as mais importantes, como café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. Por mais que você não faça todas as refeições em casa, não deixe de se alimentar de maneira apropriada nos seus devidos horários.

Essa rotina vai colaborar para que o seu metabolismo acompanhe o estilo de vida que você leva.

2. Consuma alimentos adequados

Algumas doenças são muito comuns com o peso da idade, mas é possível evitá-las — ou simplesmente diminuir os seus sintomas — com a escolha dos alimentos certos.

Evite refeições com muito sal ou açúcar. Itens processados e frituras também devem ficar de fora. Troque as gorduras ruins pelas boas, como as contidas no abacate, azeite de oliva ou amêndoas.

Escolha sempre as opções saudáveis, como frutas, verduras, legumes, ou as que contêm fibras em vez de alimentos industrializados. Com esse cuidado, você fica livre de doenças cardiovasculares, evita o enfraquecimento dos ossos e regula o intestino que costuma ter problemas nessa fase da vida.

O objetivo é manter a sua saúde em dia de forma gostosa e o mais natural possível. Assim, você terá mais tempo livre para viajar e ficar com a família, por exemplo, e ainda terá uma saúde de ferro!

3. Mastigue devagar

A mastigação também deve ser priorizada. Isso porque, com o avanço da idade, a dificuldade aumenta por conta de algumas fraquezas ou perda da dentição. A dica, aqui, é cortar os alimentos em pequenos pedaços para comê-los tranquilamente, sempre mastigando bem para garantir a completa digestão. Opte, também, por itens mais leves e que sejam fáceis de engolir.

Ter uma boa mastigação evita alguns transtornos frequentes, como azia, má digestão e sonolência após a refeição..

4. Beba muita água

A água é uma aliada no consumo de alimentos para idosos, pois ajuda na hidratação, circulação e oxigenação cerebral. Por isso, beber muita água fará com que a sua pele esteja sempre hidratada, além de evitar cálculo renal e regular o intestino.

Carregue sempre uma garrafinha de água na bolsa quando for sair ou para consumir durante e após a prática de exercícios. Em casa, você pode optar por águas aromáticas, com fatias de laranja ou abacaxi e folhas de hortelã. Ficam uma delícia e você consome mais sem nem perceber.

Mas não pense que só porque você chegou na terceira idade que precisa comer comida sem sal ou sem tempero. Nada disso! É possível criar uma alimentação para idosos saborosa e rica em nutrientes. Para isso, livre-se dos “venenos” das frituras, alimentos com muito sódio, refrigerantes ou bebidas alcoólicas. Tudo isso para assegurar a sua qualidade de vida e manter a rotina saudável.

Se precisar de orientação, um nutricionista pode lhe ajudar a encontrar o plano alimentar ideal, levando em consideração a sua idade e demais necessidades. Também é importante fazer visitas regulares ao médico para exames de rotina.

Gostou das nossas dicas? Então, que tal colaborar com o nosso artigo? Deixe um comentário contando como faz para manter uma alimentação adequada!


240125-reservada-para-cida-godoy-entenda-de-uma-vez-por-todas-como-escolher-um-ginecologista.jpg

setembro 26, 2018 Família0

Uma dúvida frequente no universo feminino se refere a como escolher um ginecologista. Essa especialidade médica atua na prevenção e tratamento dos distúrbios no sistema reprodutor, bem como orientações sobre a sexualidade.

Considerado como um clínico da mulher, também diagnostica irregularidades no coração, ossos e aparelho digestivo. Dessa forma, é importante saber identificar um médico de confiança e manter as consultas em dia para obter tratamento rápido, quando necessário.

Pensando nessa questão, elaboramos este artigo com informações sobre os principais pontos a serem considerados na escolha de um ginecologista e esclarecer as dúvidas mais frequentes em relação ao assunto. Confira!

Como escolher um ginecologista de confiança?                       

Para ficar à vontade nesse momento é necessário escolher um profissional que facilite o processo permitindo fazer perguntas e escutando com respeito, atenção e ética profissional.

Mas, como fazer a escolha certa? A seleção pode ser iniciada com indicações e pesquisas na internet. Veja a seguir, algumas dicas de como fazer isso!

Verifique as suas necessidades

Há 2 tipos de especialistas para cuidar da saúde feminina — o ginecologista e o que tem uma especialização em obstetrícia.

O ginecologista acompanha as pacientes nos aspectos gerais do sistema reprodutor feminino, como menstruação, entre outros. Deve ser procurado assim que a mulher se inicia na vida sexual, quando perceber alterações hormonais ou sinais de doenças ginecológicas.

O obstetra, por sua vez, é o médico que atende a mulher quando há uma intenção de engravidar ou quando já está grávida. Acompanha o desenvolvimento do feto e a saúde da futura mãe, até o pós-parto.

Peça indicação às amigas e familiares

A busca por um profissional que atenda as nossas expectativas, pode começar por indicações de familiares ou amigas. As impressões das pessoas que se consultaram com um determinado médico podem ser de grande valia nesse momento.

Dessa forma, é importante perguntar sobre a maneira de atendimento e o perfil profissional para analisar se atende às suas expectativas.

Pesquise o perfil profissional na internet

A tecnologia pode ajudar muito nessa escolha. É possível verificar o perfil profissional do médico em redes sociais, sites médicos, associações e outros.

Dados como formação, especializações e atualizações do conhecimento, são importantes para identificar qualidades diferenciadas que indiquem maior confiança.

Veja se o consultório é confortável

Observe o conforto que o consultório oferece. Poder ler revistas novas ou assistir a TV, são opções que auxiliam no alívio da tensão e nervosismo antes de ser atendido.

Outro aspecto muito importante a ser considerado se refere à higiene do local. Verifique se os acessórios de consulta estão limpos e se o protetor da maca foi trocado para o seu atendimento.

Confira a localização

Procure saber se o profissional atende em mais de um endereço, ou mesmo próximo à sua casa.

A localização facilitada é importante para evitar possíveis desgastes com o trânsito ou dificuldades para chegar ao consultório.

Quando se deve procurar um ginecologista obstetra?

O obstetra deve ser procurado quando houver indícios de gravidez para exames e acompanhamentos até o pós-parto. Veja, a seguir, alguns aspectos que devem ser considerados.

Avalie o profissional na primeira consulta

Verifique o comportamento profissional, desde solicitações de exames para embasamento de diagnósticos, até o aspecto ético no atendimento. Busque informações confiáveis em sites que disponibilizam dados profissionais.

Um bom obstetra deve estar sempre disponível ou ter um substituto de confiança, previamente apresentado, para casos de emergências na gravidez, como sangramentos.

Assegure-se dos seus direitos às informações

Profissionais que não aceitam questionamentos, não são bons médicos. O direito à informação é imprescindível e deve ser respeitado.

As dúvidas devem ser sanadas e todas as informações precisam ser comentadas de forma clara e objetiva.

Nesse sentido, é de fundamental importância ter confiança e eleger um profissional que possa acompanhar a saúde da mulher na adolescência, gravidez, menopausa e cuidados com a saúde na pós-menopausa.

Conforme pudemos observar, saber como escolher um ginecologista pode fazer muita diferença para eleger um médico que atenda as expectativas e seja de confiança.

Gostou deste artigo? Para saber mais como manter a saúde em dia, leia também o nosso post sobre saúde preventiva que trata dos 5 exames e acompanhamentos médicos mais importantes!


A BlueMed

A Blue Med Saúde nasceu com um propósito: oferecer o melhor serviço de saúde às famílias brasileiras.

Av. D, Avenida Dona Ana Costa, 274 – Gonzaga, Santos – SP, 11060-002

Fale Conosco

Sac 24 Horas
(11) 3016-9404

(13) 4003-8788 (litoral)

Central de atendimento

Em São Paulo (11) 3016-9404

Na baixada santista (13) 4003-8788