Uma marca Alvorecer
   

Autoexame das mamas: entenda sua importância na prevenção do câncer

outubro 5, 2018 0
239454-autoexame-da-mamas-entenda-sua-importancia-na-prevencao-do-cancer.jpg

Como já dizia o ditado popular, ‘’é melhor prevenir do que remediar’’. A prevenção é amiga número um do ser humano e é fundamental para evitar diversas doenças graves. Por isso, existe o autoexame das mamas, que consiste em apalpá-las, de preferência logo após a menstruação e uma vez por mês.

Tal ação previne o câncer de mama, que é o mais comum nas mulheres e considerado o segundo mais frequente no mundo, com 25% dos casos. No Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), os índices de mortes relacionadas à doença ainda são altíssimos, possivelmente porque ela só é descoberta em estágio avançado. O autoexame das mamas entra como um auxiliar no diagnóstico e responde por 50% da detecção dos casos malignos.

Por isso, é importante que você se informe sobre o assunto para entender o valor da prevenção e como o exame pode ser feito. Então, não se preocupe. Continue a leitura que falaremos mais desse tema!

Importância do autoexame das mamas

Como dito, esse tipo de exame ajuda no rastreamento do câncer de mama e pode evitar que ele prossiga para um estágio avançado, o que aumenta as chances de cura. A prática não substitui a sua participação em um programa de rastreamento completo, mas é importante por ajudar a conhecer o próprio corpo e fornecer ao médico informações importantes que ajudam na antecipação do diagnóstico.

Algumas mulheres pertencem a um grupo maior de risco, como as que têm um forte histórico familiar de câncer de mama/ovário, aquelas tratadas com radioterapia na adolescência/infância e as portadoras de lesões pré-malignas da mama.

Para esses casos específicos, é recomendado um rastreamento em idades mais precoces na faixa dos 25 anos. O autoexame das mamas ajuda no diagnóstico e deve ser realizado, preferencialmente, junto com exames clínicos e de imagem.

Quanto mais cedo se descobre o câncer, maiores são as chances de sobrevida, e o exame clínico deve ser realizado anualmente. Existem faixas etárias com incidências maiores da doença, como a partir dos 40 anos, sendo a mamografia mais recomendada aos 35 e o autoexame a partir dos 21 anos.

Maneiras de fazer o exame

O autoexame pode ser feito em frente ao espelho, no banho ou em posição deitada. Em frente ao espelho, levante os braços e confira se a mudança de posição altera o contorno e a superfície das mamas. Deitada, faça movimentos circulares e aperte os seios levemente com os dedos. No banho, eleve o braço esquerdo e deslize os dedos da mão direita sobre a mama esquerda, estendendo até a axila. Repita o movimento do outro lado.

Caso você sentir algum nódulo, mudança na textura ou no tamanho durante o autoexame das mamas, procure um ginecologista. A partir disso, será realizado o exame clínico que detectará como mais clareza se você possui a doença ou não, a fim de aumentar as chances de cura.

E aí, gostou do nosso texto e acha que ele pode ser útil para outras pessoas? Então, compartilhe nas redes sociais e ajude outras mulheres e entenderem a importância do autoexame das mamas!


COMENTE

Your email address will not be published. Required fields are marked *


A BlueMed

A Blue Med Saúde nasceu com um propósito: oferecer o melhor serviço de saúde às famílias brasileiras.

Av. D, Avenida Dona Ana Costa, 274 – Gonzaga, Santos – SP, 11060-002

Fale Conosco

Sac 24 Horas
(11) 3016-9404

(13) 4003-8788 (litoral)

Central de atendimento

Em São Paulo (11) 3016-9404

Na baixada santista (13) 4003-8788